Dionísio e o surgimento do teatro

                      Um dos deuses mais conhecidos da mitologia grega é Dionísio (o Baco da greco-romana).

              Quem nunca ouviu falar do alegre  e espirituoso deus do vinho, do entusiasmo, da fertilidade ( neste caso relacionada à agricultura, mais especificamente às árvores frutíferas) e deus do teatro?

            Representado sempre bebendo em um chifre e com ramos de videira. Filho de Sêmele, neto do fundador de Tebas, o rei Cadmo. Dionísio é filho do deus do Olimpo, o grande Zeus, que se disfarçou de homem para seduzir a bela tebana.

            Quando Hera, esposa de Zeus, descobriu sobre a gravidez de Sêmele, disfarçou-se de criada da jovem e fingiu duvidar veementemente da origem divina do bebê que Sêmele carregava no ventre, convencendo a jovem a pedir uma prova da divindade de seu amado.

            Zeus, o deus do trovão, deveria apresentar-se a Sêmele em sua forma divina. Este não era nada mais do que um ardil de Hera para acabar com a vida da mortal, pois o brilho de Zeus fez com que a jovem virasse cinzas. Mas Zeus, no entanto, conseguiu salvar o bebê do ventre de Sêmele e terminou a gestação do garoto em sua panturrilha. Quando Dionísio nasceu, Zeus entregou-o a Hermes que deu o bebê para um casal criar, mas quando Hera descobriu que havia sido enganada levou o pai adotivo à loucura. Zeus transformou o garoto em cabrito para enganar a esposa e o mandou para ser criado por ninfas na Ásia. Quando Dionísio cresceu, descobriu como transformar uva em vinho e antes de retornar à Grécia viajou por muito tempo pela Ásia ensinando aos mortais sua arte. Assim o jovem Dionísio teria se tornado o deus do vinho.

            Em homenagem ao alegre deus do vinho, os gregos faziam grandes festas. Nestas festas os adoradores do deus dançavam uma dança de saltos ou dança de abandono que representava o êxtase causado pelo vinho. Tal dança era acompanhada por movimentos dramáticos e hinos cantados em coro. Nasceram assim, as famosas Dionísias Urbanas.

            O instrumento musical tocado nas Dionísias urbanas era a flauta, era utilizado um verso chamado Ditirambo e o hino era acompanhado de uma dança coral cuja coreografia possuía movimentos  ilustrativos. Os participantes usavam máscaras (as personas) que simbolizavam a transformação dramática.

            Foi, portanto, nas Dionísias Urbanas que surgiram as primeiras manifestações do teatro, por isso Dionísio é também considerado o deus do teatro.

Jane Maria de Almeida Barbosa

3 Respostas to “Dionísio e o surgimento do teatro”

  1. daiane navile de oliveira - às 00:36 #

    adorei era exatamente o que eu procurava

  2. Ana Carolina - às 20:34 #

    gostei, mas faltou um pouco de informação, por exemplo o teatro foi também representado a primeira vez pelo deus que subiu em uma cadeira e falou eu sou o dionisio.

  3. Mariana - às 23:15 #

    Foi isso também Ana Carolina, um homem que estava festejando junto com outros homens, o mesmo puxava o coro e todos repetiam o que dizia, só que na vez do primeiro homem que relativamente teve um papel de “ator” disse, EU SOU DIONÍSIO.
    E corrigindo, Dionísio foi gerado na coxa de Zeus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: