Arquivo | junho, 2012

Pergunta curiosa – Dia 26

26 jun

De onde vêm os sonhos?

Uma pessoa acordada usa a consciência para tomar decisões e agir. Ela é a parte do cérebro que convive e atua no dia-a-dia. Entre os vários níveis da consciência, existe o subconsciente. Ele, além de guardar as memórias pessoais, também é o responsável pela criação dos sonhos. Durante o sono, o subconsciente formula histórias para se comunicar com o consciente.

Fonte: guia dos curiosos

Pergunta curiosa – Dia 25

25 jun

Por que os urubus não ficam doentes quando comem carne podre?

É porque eles têm anticorpos que os protegem e os tornam mais resistentes do que outras aves. Mesmo assim, o urubu pode se dar mal se ingerir algum produto químico ou bactéria contra a qual não possua a defesa natural.

Fonte: guia dos curiosos

Pergunta curiosa – Dia 24

24 jun

Por que ficamos vermelhos quando estamos com vergonha?

Em situações de perigo, alegria ou raiva o cérebro leva sinais até as glândulas supra-renais para produzirem adrenalina. Com isso os vasos sanguíneos se dilatam e o sangue passa em maior quantidade. Em regiões onde há mais vasos, como estômago, rosto e coração, há mais sangue circulando. Por isso você fica vermelho.

Fonte: guia dos curiosos

Prova de História do 2ºMT

18 jun

10 questões de múltipla escolha

 1 questão sobre período entre guerras;

 1 questão sobre fascismo, nazismo ou franquismo;

 8 questões sobre a 2ª Guerra – serão cobradas vários conceitos, como por exemplo as principais batalhas, a participação do Brasil na 2ª Guerra, o Governo de Vicky, as Conferências de Paz, as alianças, entre outros.

 

2 questões dissertativas

uma sobre a Batalha de Stalingrado e outra sobre o New Deal.

Simulado do 2º Ano MT

13 jun

8 questões

 

1 sobre o fascismo, ou nazismo, ou franquismo.

 

1 sobre as causas da crise de 1929.

 

1 sobre o “New Deal”.

 

1 sobre fatos ou expressões da Segunda Guerra Mundial.

 

1  sobre o período “entre guerras”.

 

1 sobre o início da Segunda Guerra Mundial.

 

1 sobre o Tratado entre Alemanha e URSS.

 

1 sobre a Batalha de Stalingrado.

Curiosidade do dia 7

7 jun

Chica da Silva entrou para a história pelo fascínio que exercia sobre seu amante

Chica da Silva foi uma ex-escrava que entrou para a história brasileira pelo fascínio que exercia sobre seu amante, o rico desembargador João Francisco de Oliveira. Ela o obrigou a construir um lago artificial no vasto jardim da casa que ele lhe presenteara e pôr ali um navio de verdade, com mastros, velas e âncora, para que Chica e os amigos pudessem navegar, o que faziam com grande alarido.

Fonte: www.terra.com.br/curiosidades/historia/historia_01

Pergunta curiosa – Dia 7

7 jun

De onde vem a expressão “tempo é dinheiro”?

O físico Benjamin Franklin (1706-1790) teria chegado a ela depois de ler obras do filósofo grego Teofrasto (372-288 a.C). O pensador grego, a quem é atribuída a autoria de cerca de 200 trabalhos em 500 volumes, teria mencionado a frase: tempo custa muito caro. Isso porque ele escrevia, em média, um livro a cada dois meses.

Fonte: guia dos curiosos

Curiosidade do dia 6

6 jun

Batalha de Tuiuti foi a maior já travada na América do Sul

A América do Sul nunca se notabilizou pelos conflitos entre as nações que a integram. A maior batalha já travada no continente foi a de Tuiuti, em 24 de maio de 1866, com a participação de 20 mil soldados brasileiros, 4 mil argentinos e mil uruguaios contra 24 mil paraguaios.

Fonte: www.terra.com.br/curiosidades/historia/historia_01

Pergunta curiosa – Dia 6

6 jun

Por que o jacaré fica parado quando recebe um feixe de luz?

O jacaré tem hábitos noturnos e seus olhos são adaptados para ambientes escuros. Para absorver o máximo de luz, as pupilas do jacaré ficam abertas e adquirem um formato arredondado. Quando o animal recebe grande quantidade de luz, suas pupilas se contraem. A acomodação visual demora um pouco e faz com que o jacaré permaneça estático.

Fonte: guia dos curiosos

Curiosidade do dia 5

5 jun

Incêndios quase destruíram Londres

Londres nunca sofreu terremotos, mas detém o recorde de incêndios gigantescos que quase a destruíram nos anos de 962, 1087, 1262 e 1666. Durante a II Guerra, quase a metade da cidade foi demolida pelos bombardeios alemães.

Fonte: www.terra.com.br/curiosidades/historia/historia_01

Pergunta curiosa – Dia 5

5 jun

Por que a abelha morre ao picar uma pessoa?

A abelha operária, encarregada da proteção da colméia, tem um ferrão com pequenas farpas, o que impede que seja retirado com facilidade da pele humana. Depois de dar a ferroada, a abelha tenta escapar. Por causa das farpas, a parte posterior do abdômen, onde se localiza o ferrão, fica presa na pele da pessoas e a abelha morre. Já ao picar insetos, a abelha consegue retirar as farpas da vítima e sobrevive.

Curiosidade do dia 4

4 jun

As primeiras moedas do Brasil

As primeiras moedas em que aparece o nome do Brasil são de 1816. Foram emitidas especialmente para comemorar a elevação do Brasil à categoria de Reino. Cunhadas em ouro, prata e cobre, traziam a inscrição: Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarve.

Fonte: www.terra.com.br/curiosidades/historia/historia_01

Pergunta curiosa – Dia 4

4 jun

Qual é a origem da palavra tempo?

A palavra tempo tem origem no latim. Ela é derivada de tempus e temporis, que significam a divisão da duração em instante, segundo, minuto, hora, dia, mês, ano, etc. Os latinos usavam aevum para designar a maior duração, o tempo. A palavra idade, por exemplo, surgiu de aetatis, uma derivação de aevum.

Fonte: guia dos curiosos

Curiosidade do dia 3

3 jun

Introdução da iluminação pública

A primeira cidade a ter iluminação pública na América Latina foi Campos, Estado do Rio de Janeiro. As luzes de suas ruas acenderam-se no dia 24 de julho de 1883. A segunda cidade brasileira a substituir os lampiões de gás foi Juiz de Fora, Minas Gerais, em 5 de setembro de 1889.

Fonte: www.terra.com.br/curiosidades/historia/historia_01

Pergunta curiosa – Dia 3

3 jun

De onde vem a expressão “elefante branco”?

A expressão teve origem em um costume do antigo Reino de Sião, atual Tailândia. Lá, o elefante branco era raríssimo e considerado animal sagrado. Quando um exemplar era encontrado, deveria ser imediatamente dado ao rei. E, se um dos cortesãos, por alguma razão, caísse na desgraça do rei, este o presenteava com um desses raros animais. Não podia recusar o presente, nem passá-lo adiante, afinal era um animal sagrado e um presente real. A obrigação era cuidar, alimentar e manter o pelo do animal sempre impecável – o que representava grande custo e trabalho constante, sem nenhum retorno ou utilidade prática.