Apostila 7

Apostila 7

 

Capítulo 1

 

Exercícios de conceitos

 

2 . (pag. 10)

A Petição dos Direitos proibia a Coroa de convocar o exército ou adotar medidas econômicas sem prévia aprovação dos parlamentares.

O Ato de Tolerância concedeu liberdade religiosa aos cristãos, exceto aos católicos.

A Declaração de Direitos foi um conjunto de leis que instituiu o julgamento de indivíduos por um júri, além disso, o rei perdeu a prerrogativa de suspender execuções de leis e implementar impostos sem a permissão do Parlamento.

 

4. (pag. 11)

O Ato de Navegação estabeleceu que os produtos estrangeiros que chegassem à Inglaterra deveriam ser transportados por navios ingleses ou por navios oriundos de produtores da mercadoria exportada. Com isso, a Inglaterra fortaleceu a produção naval e conquistou o domínio comercial e marítimo europeu nos séculos seguintes, em detrimento da Holanda.

 

Retomada dos conceitos

 

1. (pag. 11)

a) Monarquia: manter o regime absolutista;

Nobreza: manter os títulos e as terras e, se possível, diminuir o poder real;

Burguesia: eliminar os privilégios e as restrições econômicas e participar do governo.

 

b) Participando do governo, a burguesia eliminou as restrições econômicas e mercantilistas, tendo condição de contribuir para o estabelecimento de uma política econômica liberal.

 

2. (pag. 12) – B

 

3. (pag. 12) – B

 

4. (pag. 12) – C

 

5. (pag. 12) – E

 

6. (pag. 13) – D

 

7. (pag. 14) – E

 

8. (pag. 15) – D

 

 

 

Capítulo 2

 

Exercícios de conceitos

 

1. (pag. 22)

a) As jornadas de trabalho na Inglaterra à época da Revolução Industrial ocupavam quase todo período de vigília do trabalhador; jornadas de 15 ou 17 horas eram comuns.

 

b) Para o trabalhador o tempo era usado exclusivamente para trabalhar e dormir. As jornadas eram longas, e os responsáveis pela fábrica ainda atrasavam o relógio. Dessa forma, o homem tornava-se um instrumento as serviço da fábrica, sem nenhuma possibilidade de realização pessoal. Qualquer trabalhador que manifestasse contra a exploração era punido com a demissão.

 

2. (pag. 23)

a) O gráfico representa o crescimento da concentração urbana na Europa, especialmente na Alemanha e na Grã-Bretanha.

 

b) As indústrias, inicialmente localizadas em pequenas cidades, próximas a fontes de energia, logo se tornaram pólos de atração populacional, resultando no crescimento das cidades.

 

c) Grã-Bretanha e Alemanha eram as nações mais industrializadas da Europa no final do século XIX.

 

 

3. (pag. 23)

A retomada das Leis de Cercamentos possibilitou a transformação da terra em mercadoria e a expropriação maciça dos camponeses. A mão-de-obra abundante, decorrente do êxodo rural, e o aumento da produção agrícola e de lã, em função da modernização das máquinas e da ampliação dos rebanhos de ovelhas, são fatores que contribuíram para Revolução Industrial.

 

Retomada de conceitos

 

1. (pag. 24) – D

 

2. (pag. 24) – A

 

3. (pag. 24) – C

 

5. (pag. 25)

Condição política: a burguesia inglesa após a Revolução Gloriosa, em 1688, estabeleceu a Monarquia Parlamentarista, submetendo a autoridade real ao Parlamento.

Condição Social: os cercamentos das terras comunais provocaram a ruína dos pequenos proprietários de terras, que foram obrigados a abandonar o campo, fornecendo um excedente de mão-de-obra barata para as indústrias.

Condição econômica: o acúmulo de capitais durante a fase mercantilista do capitalismo, a partir da hegemonia exercida no comércio marítimo internacional, principalmente após o Ato de Navegação de 1651.

 

6. (pag. 26)

a) O carvão era o combustível essencial para o funcionamento das máquinas a vapor e dos fornos das siderúrgicas.

 

b) As condições de trabalho caracterizavam-se por insegurança, insalubridade, longas jornadas de trabalho, baixos salários e exploração do trabalho feminino e infantil.

 

7. (pag. 26)

Durante a Revolução Industrial, as cidade cresceram desordenadamente em virtude do êxodo rural. As pessoas mais ricas habitavam bairros com boa infraestrutura, ao passo que os mais pobres viviam em condições adversas, em aglomerações, sem saneamento básico.

 

8. (pag. 26) – D

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: